Fichas da Declaração – Identificação do Contribuinte

Fichas da Declaração – Identificação do Contribuinte

Nome
Preencha o nome completo do declarante: o nome pode ser composto por apenas uma parte ou até 15 partes, sendo que a primeira parte pode ter um caractere. As partes não podem ter mais de 20 caracteres, nem três caracteres iguais e consecutivos, exceto o numeral romano “III” na última parte.

Data de Nascimento
Preencha com 2 (dois) dígitos para dia e mês e 4 (quatro) dígitos para ano nesta ordem (dd/mm/aaaa).

Ano do Óbito (se Declaração Final de Espólio)
Preencha o ano em que ocorreu o óbito, com 4 (quatro) dígitos.

CPF do Meeiro (se Declaração Final de Espólio)
Informe o número de inscrição no CPF do meeiro com 11 (onze) dígitos.

Título Eleitoral (se Declaração de Ajuste Anual ou Declaração de Saída Definitiva do País)
Preencha o número do título de eleitor com 13 (treze) dígitos. Caso o número do título de eleitor tenha menos de 13 (treze) dígitos, o programa completa com zeros à esquerda. Está dispensado do preenchimento deste campo o contribuinte que não estiver obrigado ao alistamento eleitoral.

Um dos declarantes é pessoa com doença grave ou portadora de deficiência física ou mental?
Assinale se um dos declarantes é pessoa com deficiência, física ou mental, ou portadora de doença grave, com base em conclusão da medicina especializada para o tratamento da patologia, e pretende obter prioridade no pagamento da restituição do IRPF, conforme previsto no art. 69-A da Lei nº 9.874, de 1999.

Possui cônjuge ou companheiro(a)?
Responda marcando SIM ou NÃO. Se a resposta for SIM, informe o “CPF do cônjuge ou companheiro(a)”, com 11 (onze) dígitos.

Houve Mudança de Endereço?
Clique SIM, se o endereço constante nesta declaração for diferente daquele informado na última declaração apresentada. Clique NÃO, se o endereço constante nesta declaração for igual ao informado na última declaração apresentada.

Endereço – Brasil

Endereço
O endereço para a entrega de correspondência deve estar completo, contendo o tipo (rua, quadra, avenida etc) e o nome do logradouro, número, complemento (bloco, apartamento etc), bairro ou distrito onde mora.
Na Declaração Final de Espólio, informe o endereço da pessoa falecida na data do óbito.

UF
Informe o código ou clique na seta para baixo, para exibir a listagem e selecionar a Unidade Federativa (UF) de domicílio.
Na Declaração Final de Espólio, informe a UF da pessoa falecida na data do óbito.

Município
O programa mostra a relação dos municípios da UF informada em ordem alfabética. Clique na seta e selecione o município de seu endereço.

CEP
Informe o CEP com 8 (oito) dígitos, conforme tabela da Empresa de Correios e Telégrafos (ECT).
Ao lado deste campo, há um botão “Consulta CEP” que, ao ser acionado, mostra o sítio dos correios, desde que o contribuinte esteja conectado à internet.

Telefone
Informe o número do telefone (até 9 dígitos) com o DDD (com 2 dígitos) da localidade.

Endereço – Exterior

Endereço
Informe inicialmente se o endereço está localizado no Brasil ou no Exterior.
O endereço para entrega de correspondência deve estar completo, contendo o nome do logradouro, número, complemento (bloco, apartamento etc), bairro ou distrito onde mora. Quando se tratar de declaração de espólio, informe o último endereço da pessoa falecida.

País
Informe o código ou clique na seta para baixo, para exibir a listagem, e selecione o País desejado.

Cód. EXT.
Clique na seta para baixo, para exibir a listagem e selecione o código correspondente à representação diplomática mais próxima de sua residência.

Cidade
Informe o nome da cidade.

Código Postal
Informe o código postal de sua residência.

Telefone
Informe o número do telefone (até 8 dígitos) com o DDI (até 4 dígitos) da localidade.

Ocupação Principal

Natureza da ocupação
Informe o código ou clique na seta para baixo, para exibir a listagem e selecione a natureza desejada.
Os códigos de natureza da ocupação 13, 14, 61, 62, 71 e 72 não exigem o código da ocupação principal; caso tenha exercido também ocupação remunerada de outra natureza, informe o código da ocupação principal relativo a esta ocupação.
O código de natureza da ocupação 81 não exige o código da ocupação principal.

Ocupação principal
Informe o código ou clique na lupa, para exibir a listagem e selecione a ocupação principal desejada.

Atenção

Se clicar em NÃO e constar, no cadastro da Secretaria da Receita Federal do Brasil, endereço diferente do informado na declaração, a transmissão da declaração será rejeitada. Neste caso, verifique se preencheu corretamente o endereço.
Se o endereço foi preenchido corretamente, o seu cadastro está desatualizado perante a Secretaria da Receita Federal do Brasil, então, clique SIM, e novamente grave a declaração para apresentação à Secretaria da Receita Federal do Brasil e
retransmita.

%

771 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2016.

Os contribuintes que enviarem a declaração de imposto de renda no prazo e não conter erros, omissões ou inconsistências de informações irão receber mais cedo as restituições de Imposto de Renda, caso tenham direito a ela. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade e os valores começam a ser pagos em junho de cada ano até dezembro, geralmente em sete lotes.

 

Fique por dentro da declaração de imposto de renda.

Imposto de Renda

Contador Independente, Contador Independente:

%

937 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2015.

“Daniel Oliveira é bacharel em contabilidade com pós graduação em controladoria e gestão e MBA International Accounting pela Fundação Comércio Alvares Penteado durante sua carreira profissional trabalhou em empresas como Ernst & Young e PriceWaterHouseCoopers e alcançou aos 36 anos de idade o cargo de Controller em empresa multinacional no segmento químico em tratamento de superfície metálica.

Atualmente trabalha como contador independente oferecendo consultoria e assessoria para pequenas média e grandes empresas. “

Daniel Oliveira

Contador Independente

%

711 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2014.

Obrigatoriedade e prazo Final:

Neste ano, o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda termina em 30 de abril. Se o contribuinte entregar após o prazo ou deixar de declarar, caso seja obrigado, poderá ter de pagar multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total montante da declaração de imposto de renda devido, ou pagar multa mínima de R$ 165,74. O Fisco espera receber 28,5 milhões de declarações.

Também será possível declarar o IR diretamente na página da Receita Federal (com certificado digital).

Daniel Oliveira

Contador Independente.

Erros muito comuns na declaração

Erros muito comuns na declaração

Erros muito comuns na declaração de imposto de renda pessoa física

Dez (10) exemplos muito comuns que levam milhares de contribuintes no imposto de renda cair na malha fina todos os anos, veja abaixo alguns exemplos que você não deve cometer ao fazer sua declaração de imposto de renda.

Conheça os 10 erros muito comuns na declaração que contribuintes costumam cometer no momento de entrega da declaração de imposto de renda e que acabam sendo foco para cair na malha fiscal todos os anos.

 

Conheça os 10 erros muito comuns na declaração

Erros muito comuns na declaração de imposto de renda pessoa física

Omitir Rendimentos:

A omissão de rendimentos pode ser própria ou do dependente. É comum, por exemplo, que a pessoa não declare um trabalho que tenha realizado como autônomo, ou um emprego no qual tenha ficado apenas pouco tempo durante o ano. Nesse caso, a empresa envia as informações à Receita e o contribuinte sonega a informação do rendimento. Resultado: malha fina.

Erros com Dependentes:

Também costuma cair na malha fina o contribuinte que inclui na sua declaração um dependente com renda, mas não informa esse rendimento. Por exemplo, um filho que faz estágio ou um pai que receba aposentadoria. Incluir dependentes fora da lista permitida pela Receita Federal também representa um problema.

Despesas Médicas Sem Comprovação:

Como as despesas médicas podem ser deduzidas integralmente, a Receita pode pedir a comprovação de todos os gastos que a pessoa declara. Guarde todos os recibos por cinco anos a partir da data da entrega da declaração (incluindo aí as retificadoras). Atenção para despesas que não podem ser deduzidas como vacinas ou remédios.

Cuidado também com o reembolso eventualmente recebido de alguma despesa médica. Esse valor deve ser informado no campo Parcela não dedutível/valor reembolsado. O esquecimento também pode levar à malha.

Confundir PGBL com VGBL:

Apenas as contribuições feitas a planos do tipo PGBL e Fapi podem ser deduzidas. A previdência do tipo VGBL deve ser declarada como aplicação financeira. Outro erro é informar apenas saldo do PGBL na ficha de Pagamentos Efetuados.

O que deve ser informado são as contribuições. O saldo do PGBL, quando não houve contribuição, não deve ser informado.

Inclusão de Despesas não Dedutíveis Entre as Despesas com Educação:

Entre os gastos com educação, podem ser deduzidos apenas as despesas do contribuinte e de seus dependentes com mensalidades escolares da educação infantil, ensino fundamental, médio, superior e dos cursos de graduação e de pós-graduação (mestrado, doutorado e especialização).

Os gastos com cursos de danças, artes marciais, academias, línguas estrangeiras, cursos preparatórios, Inscrições de exames, gastos com material escolar, não são dedutíveis e o lançamento destes deixa retida a na malha a declaração do contribuinte.

Digitar Números Errados:

A falta de atenção ao digitar números também pode prender a declaração na malha. A própria Receita alerta, por exemplo, que o programa gerador da declaração não considera ponto como separador de centavos.

Assim, se a pessoa digitar como R$ 1.234.56, o programa irá considerar R$ 123.456,00. Todo cuidado é pouco.

Atualizar Valor de Bens:

Atualizar o valor da casa, do carro ou de outros bens pelo preço de mercado não é permitido, os bens devem ser declarados pelo custo de aquisição. Apenas benfeitorias permitidas e com comprovação legal podem ser acrescentadas ao valor dos bens pelos seus efetivos custos.

Deixar de Informar Renda de Aluguel:

Aluguel recebido é rendimento tributável e precisa ser declarado, seja qual for o valor. O inquilino é obrigado a informar os pagamentos na ficha Pagamentos Efetuados.

Deixar de Informar Pensão Alimentícia:

Quem recebe pensão alimentícia precisa declarar o rendimento, seja qual for o valor. Quem paga pensão alimentícia pode deduzir integralmente o valor pago em Pagamentos Efetuados, desde que obrigado por uma decisão judicial ou acordo homologado em cartório.

Quem recebe aluguel e pensão precisa ficar atento ao limite de isenção mensal do IR. Em 2016, este valor foi de R$ 1.787,77. Se o rendimento ultrapassou esse limite, o contribuinte precisaria ter recolhido o carnê-leão. Se deixar para pagar o imposto na declaração, recebe uma multa de 50% do valor do imposto devido pelo atraso.

Erros muito comuns na declaração

%

771 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2016.

Os contribuintes que enviarem a declaração de imposto de renda no prazo e não conter erros, omissões ou inconsistências de informações irão receber mais cedo as restituições de Imposto de Renda, caso tenham direito a ela. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade e os valores começam a ser pagos em junho de cada ano até dezembro, geralmente em sete lotes.

 

Fique por dentro da declaração de imposto de renda.

Imposto de Renda

Contador Independente, Contador Independente:

%

937 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2015.

“Daniel Oliveira é bacharel em contabilidade com pós graduação em controladoria e gestão e MBA International Accounting pela Fundação Comércio Alvares Penteado durante sua carreira profissional trabalhou em empresas como Ernst & Young e PriceWaterHouseCoopers e alcançou aos 36 anos de idade o cargo de Controller em empresa multinacional no segmento químico em tratamento de superfície metálica.

Atualmente trabalha como contador independente oferecendo consultoria e assessoria para pequenas média e grandes empresas. “

Daniel Oliveira

Contador Independente

%

711 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2014.

Obrigatoriedade e prazo Final:

Neste ano, o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda termina em 30 de abril. Se o contribuinte entregar após o prazo ou deixar de declarar, caso seja obrigado, poderá ter de pagar multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total montante da declaração de imposto de renda devido, ou pagar multa mínima de R$ 165,74. O Fisco espera receber 28,5 milhões de declarações.

Também será possível declarar o IR diretamente na página da Receita Federal (com certificado digital).

Daniel Oliveira

Contador Independente.

Passo-a-Passo para sua declaração de Imposto de Renda

Passo-a-Passo para sua declaração de Imposto de Renda

O “Passo-a-Passo para sua declaração de Imposto de Renda” vai te ajudar a resolver essa tarefa tão chata que todos nós temos…. Vídeos explicativos, exemplos práticos de todas as fichas do programa da Receita Federal, para você não ter mais dúvidas e inseguranças na hora de prestar contas com o Leão.
Garanta aqui o seu “Passo a Passo para a sua Declaração de Imposto de Renda 2016”!

Declarar Imposto de Renda acaba de ficar muito mais fácil!

Satisfação Garantida!
DEVOLVO SEU DINHEIRO, caso não fique satisfeito com o produto em até 7 dias.
Economize até 60%
Bons Contadores cobram em média R$ 800 para apurar o Imposto de Renda. Faça você mesmo com o Tutorial.
Fique tranquilo!
Tenha certeza de que está preenchendo tudo corretamente e EVITE PROBLEMAS com a Receita Federal.
Fácil de Entender!
VIDEOS EXPLICATIVOS com todo o passo-a-passo para você mesmo fazer seu Imposto de Renda sem problemas.

%

771 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2016.

Os contribuintes que enviarem a declaração de imposto de renda no prazo e não conter erros, omissões ou inconsistências de informações irão receber mais cedo as restituições de Imposto de Renda, caso tenham direito a ela. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade e os valores começam a ser pagos em junho de cada ano até dezembro, geralmente em sete lotes.

 

Fique por dentro da declaração de imposto de renda.

Imposto de Renda

Contador Independente, Contador Independente:

%

937 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2015.

“Daniel Oliveira é bacharel em contabilidade com pós graduação em controladoria e gestão e MBA International Accounting pela Fundação Comércio Alvares Penteado durante sua carreira profissional trabalhou em empresas como Ernst & Young e PriceWaterHouseCoopers e alcançou aos 36 anos de idade o cargo de Controller em empresa multinacional no segmento químico em tratamento de superfície metálica.

Atualmente trabalha como contador independente oferecendo consultoria e assessoria para pequenas média e grandes empresas. “

Daniel Oliveira

Contador Independente

%

711 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2014.

Obrigatoriedade e prazo Final:

Neste ano, o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda termina em 30 de abril. Se o contribuinte entregar após o prazo ou deixar de declarar, caso seja obrigado, poderá ter de pagar multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total montante da declaração de imposto de renda devido, ou pagar multa mínima de R$ 165,74. O Fisco espera receber 28,5 milhões de declarações.

Também será possível declarar o IR diretamente na página da Receita Federal (com certificado digital).

Daniel Oliveira

Contador Independente.