O poder de fazer dinheiro sozinho

O poder de fazer dinheiro sozinho

O poder de fazer dinheiro sozinho

O PODER DE FAZER DINHEIRO SOZINHO

O PODER DE FAZER DINHEIRO SOZINHO

O PODER DE FAZER DINHEIRO SOZINHO

O PODER DE FAZER DINHEIRO SOZINHO

  • O poder de fazer dinheiro sozinho, esse ebook atende a princípio o público em geral que deseja ter prosperidade financeira de modo independente.
GARANTA A TRANQUILIDADE E O SUCESSO DOS SEUS NEGÓCIOS!

GARANTA A TRANQUILIDADE E O SUCESSO DOS SEUS NEGÓCIOS!

  • Esse ebook atende o público em geral que deseja ter prosperidade financeira. Nele eu ensino a terapia energética EFT que elimina bloqueios e crenças limitadoras que impedem as pessoas de produzirem o dinheiro necessário para uma vida plena e feliz. Depois da limpeza a pessoa faz a Reprogramação Mental de 30 dias que está em um dos Bônus do Produto.É indicado para homens e mulheres de qualquer idade com interesses na EFT, Lei da atração, prosperidade financeira, eliminação das crenças limitantes, aumento da auto estima e afins.

    Em breve lançarei alguns vídeos para colocar como hotlinks e disponibilizarei o blog para fazer páginas alternativas dinâmicas.

    GARANTA A TRANQUILIDADE E O SUCESSO DOS SEUS NEGÓCIOS!

O PODER DE FAZER DINHEIRO SOZINHO

INTEGRAÇÃO

CONTAS A PAGAR

ESTOQUES

CONTAS A RECEBER

BOLETO BANCÁRIO

FLUXO DE CAIXA

RELATÓRIOS

GESTÃO FINANCEIRA

GESTÃO E IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA ERP BLING

Sistema de Gestão ERP

SISTEMA DE GESTÃO ERP ONLINE BLING

Sistema de Gestão ERP

CONTADOR PARA IMPLANTAÇÃO ERP BLING

Sistema de Gestão ERP

SISTEMA DE GESTÃO ERP INTEGRADO BLING

Vinhedo SP, Valinhos SP, Campinas e Região

INTEGRAÇÃO ERP BLING COM LOJA VIRTUAL

Vinhedo SP, Valinhos SP, Campinas e Região

GRUPO FECHADO ERP BLING NO WHATSAPP

Vinhedo SP, Valinhos SP, Campinas e Região

ERP BLING PARA PEQUENAS E MÉDIA EMPRESAS

Vinhedo SP, Valinhos SP, Campinas e Região

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

GARANTA SUA TRANQUILIDADE EMITINDO A NFe!

CONTADOR INDEPENDENTE

Gestão de Nota Fiscal Eletrônica e Implantação de Sistema ERP em Vinhedo, Valinhos, Campinas e Região.
Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais:

Gestão de Notas Fiscais: os 6 piores (e mais perigosos) erros cometidos:

As Notas Fiscais deixaram de ser um simples “pedacinho de papel oferecido quando comprava-se algo”, com evolução da NFe (Nota Fiscal Eletrônica), elas passaram para o status de “dedo duro” de sonegadores, fraudadores de impostos e empreendedores/ contadores desinformados. Para provar nossa tese, elaboramos “6 erros” cometidos com as Notas Fiscais que estão custando muito dinheiro no bolso de milhares de empresários, cabe você avaliar sua estrutura organizacional (Contábil, Fiscal, Financeira, Logística) pois é MUITO provável que você talvez involuntariamente esteja cometendo esses erros sem ao menos saber os risco que está correndo.

Então lhe convido para que leia e depois me diga se a Gestão de Notas Fiscais na sua organização estão cem por cento (100%) gerenciada corretamente!

Conceito de Notas Fiscais Eletrônicas e Emissão:

As notas fiscais superaram os conceitos de “um mero papel que eu recebo quando comprar algo”, ou “recibo” que serve somente para sabermos quanto de impostos estamos pagando. Com o surgimento da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), o documento quando emitido é armazenado digitalmente com o intuito de oficializar as operações de circulação de mercadorias no País (Território Nacional), ou prestação a de serviços, no caso das Notas Fiscais de Serviço eletrônicas (NFS-e).

Mas afinal: Quais outras utilidades tem esse documento fiscal possui?

Muitos empreendedores cometem o triste erro de enxergar a gestão de Nota Fiscal Eletrônica (NFe) simplesmente como um empecilho burocrático e desconhecem seu imenso potencial de fornecer informações fundamentais para tomadas de decisões gerenciais mais inteligentes, informações estas que, muitas vezes, só seriam conseguidas por meio de extensos (e potencialmente dispendiosos) trabalhos com a contratação de consultorias especializadas especialmente de empresas de auditorias denominadas Big Four.

Reunimos aqui alguns e mais comuns erros cometidos por empresas quando o assunto são as NFe e sugestões de como passar a acertar daqui para frente para evitar transtornos futuro que podem pesar no bolso!

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

1 - Salva-guarda de notas fiscais eletrônicas arquivos XML:

Salva-guarda de Notas Fiscais Eletrônicas:

Não armazenar os arquivos XMLs de documentos fiscais, como determina a atual legislação fiscal e tributária. Sempre que ocorrer uma transação comercial relacionada a compra ou venda, as partes envolvidas dificilmente esperam que essa relação irá terminar em problemas e dores de cabeça entre eles. Por esse motivo, é raro encontrar clientes ou empresas que guardam todas suas notas fiscais em acervo disponível para serem apresentados quando exigidos em um processo de fiscalização ambíguo.

A empresa que vende, se não armazenar as notas fiscais da forma corretamente será ainda mais grave! Afinal, segundo a legislação fiscal e tributária brasileira, a nota fiscal deve ser armazenada por 5 anos de forma cronológica, sequencial, ordenada, cujo prazo em que a dívida prescreve e empresas e o Governo já não podem mais cobrar dívidas atrasadas.

Além disso, não armazenar as notas fiscais pode acarretar multas pesadas para as organizações que podem ultrapassar o valor de Mil Reais (R$1.000,00) por documento perdido ou XML de Nota Fiscal não apresentada durante um processo de fiscalização.

Sua empresa está correndo atrás de XMLs das Notas Fiscais?

Podemos lhe orientar quanto as NFe emitidas contra o seu CNPJ diretamente da Secretaria da Fazenda baixando os arquivos XMLs das NFe para que sua empresa tenha as NFe como um processo interno e rotina mensal de fechamento na sua organização.

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

2 - Achar que a DANFE papel impresso é a nota fiscal:

Achar que a DANFE ou o Papel Impresso é a Nota Fiscal:

Uma confusão muito comum entre os empresários. O papel impresso é simplesmente uma versão simplificada da NFe, denominada DANFE (Documento Auxiliar de Nota Fiscal eletrônica), que tem todas as informações resumidas e dados presentes descritos na nota fiscal que não é uma nota e não possui validade jurídica.

A verdadeira Nota Fiscal Eletrônica NFe é o arquivo digital com a extensão XML, que foi assinado digitalmente e autorizado pela Secretarias Estaduais de Fazenda serem emitidas, porém, o DANFE é importante instrumento que desempenha a função de representar a emissão da nota fiscal em caso de contingência, provar o valor das mercadorias (produtos) em circulação, por exemplo em caso de acionamento de seguro que comprove a origem de produtos durante uma fiscalização de transporte e armazenamento.

Por esse motivo, é bastante comum confundir a emissão da DANFE com a NFe em si, pois ainda existem muitas dúvidas acerca deste assunto por parte de empresários, empreendedores e não contadores, por isso elaboramos também um artigo com as 10 dúvidas mais comuns sobre emissão da DANFE.

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

3 - Não armazenar as NFe de modo cronológico, ordenado:

Não armazenar as NFe de modo apropriado:

Não armazenar as NFe de modo cronológico, ordenado e sequencial. Perigosíssimo essa situação: É uma obrigação fiscal exigida de qualquer empresa para armazenar todas as Notas Fiscais Eletrônicas, tanto emitidas quanto recebidas, por um período mínimo de 5 anos mais (1) o ano corrente, segundo a atual legislação, dependendo da sua versão e conteúdo, um único documento pode ter até 300 campos digitáveis envolvendo pequenas divergências ou inconsistências de dados que podem render multas de até mil reais por documento emitido.

Caso ocorra uma determinada fiscalização na sua empresa e esses arquivos não sejam apresentados, as multas podem passar de R$1.000,00 por documento perdido e reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos.

Já pensou em fazer a consulta e armazenamento de seus documentos fiscais automaticamente?

Saiba como é possível através de uma plataforma de gestão de Notas Fiscais conectada diretamente com a Secretaria da Fazenda para ser armazenda em nuvem ficando a disposição sempre que solicitado.

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

4 - Não arquivar os documentos de forma organizada:

Não arquivar os documentos de forma organizada e segura

Imagine que você guarde todos os arquivos de NFe em uma pasta no seu computador. Agora, como você faria para encontrar uma nota recebida de um fornecedor em junho de 2014? Se você tiver organizado as informações em pastas, por data, nome, fica mais fácil, mas se o seu computador queimar, ou seu disco travar, você terá um enorme “abacaxi” nas mãos para descascar e acredite, o auditor fiscal não está nem um pouco interessado em saber de seus problemas e ponto final, não adianta insistir ou se desculpar.

O ideal é que sua companhia tenha todo o armazenamento (acervo) de documentos de notas fiscais tanto de entrada como saída até mesmo para ser visualizada em um app eficiente e tecnologicamente funcional, que lhe proporcione acesso rápido á todas as suas suas notas fiscais num simples clique. Isso reduz a dependência de incertezas como e-mails para receber seus arquivos XMLs e trabalhar com maior agilidade e praticidade na sua empresa.

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

5 - Esperar pelo fornecedor para receber a nota fiscal:

Esperar pelo fornecedor para receber a nota fiscal anexada através de e-mail:

Ai está outro grande problema, depender exclusivamente de seus inúmeros fornecedores para recebimento de arquivos XML é uma péssima ideia. Por exemplo, caixas de e-mail lotam com frequência e se perdem com tantos Spams, o emissor se esquece de enviar o documento e, não raro, esse arquivo pode nem ter sido enviado para o endereço de eMail correto, ou alterado o endereço de eMail de recebimento etc. Em suma, a empresa não recebe a nota e perde um documento fiscal importante seja ele de entrada ou saída de mercadorias e serviços.

Serviços específicos para gestão de NFe representam uma melhor solução pois monitoram e captam as notas direto das Secretarias da Fazenda, imediatamente após a emissão, garantindo que qualquer documento emitido a favor da sua empresa seja verificado, conferido e validado, evitando, inclusive, riscos fiscais com a eventual emissão de notas frias, fraude que soma 124 milhões somente no Estado de São Paulo.

Sem considerar o tempo que a sua equipe se dispende consultando notas fiscais manualmente e forem emitidas 100 notas por dia/ semana ou mês, equivalem à inúmeras horas mensais dedicadas apenas às consultas de Notas Fiscais. Considerando o SLT (Salário Liquido Total) base de R$ 3 mil, são ao menos R$ 750,00 de honorários daquele contador aplicados apenas na consulta manual das notas. O dinheiro pago não é usado numa operação mais complexa de profissionais. Então pare de perder tempo consultando Notas Fiscais, automatize seu processo e toda a gestão financeira na sua organização.

Caso você precise de informações como essa com frequência, para ficar sempre atualizado, converse regularmente com o seu contador:

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

6 - Não verificar a validade jurídica de arquivos XMLs:

Não verificar a validade jurídica de arquivos XMLs que você recebe e tenha a salva-guarda:

Uma NFe possui dois “carimbos” de segurança:

a) Sua Assinatura Digital, que é carimbada no momento da emissão e certifica a identidade emissora da nota;

b) E o Protocolo de Autorização, que garante que a emissão da nota foi autorizada junto à Secretaria da Fazenda, órgão responsável. Somente confirmando essas informações é que você consegue garantir a veracidade daquela nota fiscal e saber se ela é ou não verdadeira.

A principal função da DANFE é facilitar a consulta da validade da NFe e a existência de possíveis cartas de correção, junto à Secretaria da Fazenda (Sefaz).

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

7 - Separamos então mais um Bônus para você:

Separamos então mais um Bonus para você que chegou até o final da leitura:

Pensar ou achar que a Gestão Financeira, Fiscal, Contábil e Tributária relacionada a NFe se baseia em salva-guarda de notas fiscais para simplesmente evitar multas, fiscalizações e para a contabilidade fazer seu trabalho é um grande engano, as Notas Fiscais eletrônicas são extremamente ricas em informação – tem muito mais dados que você possa imaginar na DANFE – e eles podem ser utilizados para o bem comum da sua empresa, guiando suas decisões gerenciais (Tomada de decisão) entre os acionistas.

Por exemplo, uma empresa de medicamentos pode verificar em tempo real (real-time) a validade de um lote de produtos, (o que de fato resulta em economia financeira significativa de tempo e mais agilidade nos processos desde a compra de insumos, até a substituição de mesmos nas gôndolas).

Nos campos das notas fiscais é possível obter informações como o valor ICMS sobre cada produto, alíquotas e o código CFOP, por exemplo. É possível gerar relatórios auxiliares e planilhas com todas as informações necessárias existentes nas notas fiscais que desejar e assim saber o valor total de tributações, produtos, top tem customers, Vendors entre outros.

Sua empresa está atrás de XMLs das Notas Fiscais?

Tenha as suas NFe emitidas contra o seu CNPJ direto da Secretaria da Fazenda, baixe os XMLs em rotinas mensais das NFe e tenha suas NFe sem complicações para sua salva-guarda. distribuindo nas informações em uma linha atenua de tempo é possível entender como os preços por unidade, litro, KG ou peso estão variando ao longo de meses ou ano.

A empresa precisa controlar o seu negócio com eficiência, se quiser sempre aumentar lucros e a qualidade no trabalho de seus funcionários. Caso contrário, seu negócio pode perder uma oportunidade de crescimento porque você não conseguiu moldar uma estratégia rapidamente.

Nas NFe transportadas você pode levantar os custos envolvidos através de livros fiscais que tem como transporte separado por produtos ou categorias de produtos que mais demandam transporte.

Além disso, ainda pode separar a mercadorias transportadas por fornecedor de transporte para entender quais vocês mais utilizam, por custo, por volume de entregas para renegociar contratos num futuro próximo com seus clientes e fornecedores, também calcular comissões sobre vendas para seus vendedores e representantes comerciais na empresa.

Integrar informações financeiras envolvendo bancos nos envios de empresas para pagamentos e recebimentos (Remessa/ retorno) diariamente e gerar demonstrativos financeiros consolidados ou mesmo individualizados e compreender seus indicadores financeiros, demonstrativos e balancetes para tomada de decisão.

Não tenho dúvida que você, cometa esses tipos de erros na sua organização.

Afinal, se você não possui um contador experiente a favor da sua empresa ou tenha alguma dúvida sobre Gestão de Notas Fiscais, atividades financeiras e gestão de documentos e necessita de uma solução imediata. Entre em contato com o Contador Independente.

FACILIDADE

WORKFLOW

BOLETO BANCÁRIO

Dicas de Erros Cometidos com Notas Fiscais

ERP CLOUD

CRESCIMENTO

INTEGRAÇÃO ERP

CONTAS A PAGAR

As contas a pagar são obrigações assumidas pela empresa, que devem ser liquidadas nas datas de vencimento.

CONTAS A RECEBER

Geralmente, as empresas trabalham com vendas a prazo. Com isso se tornam competitivas e realizam mais vendas.

CONTROLE DE CAIXA

Para financiar a continuidade das operações necessita de recursos, sendo que o caixa esteja disponível a favor da empresa.

CONTROLE DE BANCOS

Assim como o caixa, quando a empresa possui saldos em contas de bancos, poderá utilizar os recursos captados.

IMPLANTAÇÃO DE SISTEMA DE GESTÃO ERP BLING

Sistema de Gestão ERP

SISTEMA DE GESTÃO ERP ONLINE BLING

Sistema de Gestão ERP

CONTADOR PARA IMPLANTAÇÃO ERP BLING

Sistema de Gestão ERP

SISTEMA DE GESTÃO ERP INTEGRADO BLING

Vinhedo SP, Valinhos SP, Campinas e Região

INTEGRAÇÃO ERP BLING COM LOJA VIRTUAL

Vinhedo SP, Valinhos SP, Campinas e Região

GRUPO FECHADO ERP BLING NO WHATSAPP

Vinhedo SP, Valinhos SP, Campinas e Região

ERP BLING PARA PEQUENAS E MÉDIA EMPRESAS

Vinhedo SP, Valinhos SP, Campinas e Região

Contabilidade para não contadores

Contabilidade para não contadores

Contabilidade para não contadores

Material Didático Contabilidade Para Não Contadores e Estudantes e Profissionais de Contabilidade e Fiscal.

Material Didático Contabilidade Para Não Contadores e Estudantes e Profissionais de Contabilidade e Fiscal.

PRINCIPAIS INTERESSADOS:

Para empreendedores de pequenas, médias e grandes empresas no seguimento de industria, comércio e serviços interessados na avaliação da situação e progresso profissional, entidade ou mesmo patrimônio familiar como sócios, acionistas, administradores, emprestadores de recursos e estudantes de ciências contábeis.

O principal objetivo deste material didático prático de contabilidade para não contadores e estudantes é permitir aos profissionais e usuários de contabilidade mensurar e avaliar a situação econômica e financeira das entidades no sentido estático, bem como fazer inferências sobre suas tendências futuras e profissionais.

Trata-se de um material de ótima qualidade para você aprender e aplicar tudo na prática por longos anos na carreira profissional.

Constitui um importante desdobramento dentro da evolução da teoria dos sistemas contábeis, pois as mais recentes pesquisas sobre evolução de empreendimentos têm revelado que um bom sistema de informação e avaliação não pode repousar apenas em valores monetários, mas deverá incluir, na medida do possível, mensurações de natureza física, tais como: quantidades geradas de produto ou serviços, número de depositantes em estabelecimentos bancários e outras que possam permitir melhor inferência da evolução do empreendimento de contabilidade para não contadores.

 

Conteúdo programático:

Contabilidade para não contadores

Resumo:

  • Objetivos do nosso material
  • Utilização da contabilidade
  • Objetivos da contabilidade
  • Usuários da contabilidade
  • Informações prestadas pela contabilidade
  • Conceito de contabilidade
  • Patrimônio das empresas
  • Registros contábeis
  • Método das partidas dobradas
  • Balanço patrimonial (CONTAS/ Sub-contas)
  • Plano de contas Comentado
  • Princípio da competência
  • Depreciação de ativos
  • Livros contábeis obrigatórios
  • Conjunto das demonstrações contábeis
  • Contabilidade financeira e gerencial
  • Princípios de contabilidade
  • Gestão dos negócios através da contabilidade
  • Indicadores financeiros (Técnicas de análises)
  • Recomendações para uma boa análise

 

CONTEÚDO TÉCNICO:

  • 01 Contabilidade para não contadores
  • 02 Escrituração contábil e fiscal (Prático);
  • 03 Principais demonstrações financeiras (Editável)
  • 04 Plano de contas comentado (Editável)
  • 05 Código de ética contábil
  • 06 Check list de fechamento (Editável)
  • 28 Excel para contadores (Prático/ Avançado).

 

Contador Independente: Daniel Oliveira é bacharel em contabilidade Pós Graduado em Controladoria e Gestão e MBA International Accounting pela fundação Comércio Álvares Penteado (FECAP), sendo o primeiro e único profissional “contador” também conhecido por seus clientes como “The Only One”, ou seja: o único profissional certificado pelo Conselho Regional de Contabilidade (Contador) que possui seis (6) certificações de especialização profissional e participação no programa de incentivo Google Partner Brasil capaz de alavancar receita (Vendas) de modo planejado.

Diferencial:
Daniel Oliveira possui amplo conhecimento e habilidades em consultoria e gestão e implantação de sistemas eletrônicos como ERP’s para pequenas, médias e grandes empresas aplicando metodologia de controle, planejamento, execução e revisão e adoção orçamentária, para promover e incentivar a cultura organizacional contínua apoiando crescimento organizacional através de seus conhecimentos para expansão de vendas, redução de custos e despesas e maximização da lucratividade isso graças a sua certificação de contador aliada as estratégias de certificação Google Partner.

COMPRAR AGORA!

 

Dúvidas frequentes sobre a perda do prazo da declaração de Imposto de Renda

Dúvidas frequentes sobre a perda do prazo da declaração de Imposto de Renda

Perdeu o prazo da declaração de IR? Confira as perguntas frequentes respondidas pela sócia responsável pela área Tributária de TozziniFreire Advogados, Ana Cláudia Utumi.

Quantos dias o contribuinte que perdeu o prazo de declaração tem para regularizar sua situação?
O contribuinte que perdeu o prazo para enviar a declaração deve apresentá-la o quanto antes, pois a multa é calculada conforme o tempo de atraso.

A multa fica mais cara conforme o número de dias de atraso aumenta?
A lei estabelece multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido apurado na declaração, ainda que integralmente pago. O valor mínimo é de R$ 165,74 e o valor máximo é de 20% do imposto sobre a renda devida.
Assim, caso o contribuinte entregue a declaração até o último dia útil de maio, por exemplo, pagará 1% do IRPF devido ou R$ 165,74 (o maior entre os dois valores). No entanto, caso a entrega ocorra dia 1º de junho, a multa percentual já seria o dobro, ou seja, 2%.

O que acontece se o contribuinte deixar de declarar?
Deixar de declarar é considerado sonegação e, além da multa pela falta de entrega da declaração, o fisco poderá cobrar o imposto devido sobre a renda não declarada (lembrando que os bens não declarados podem ser considerados acréscimos patrimoniais injustificados, tributáveis pelo IRPF), mais multa de 150% (aplicável no caso de sonegação fiscal) e juros Selic.
Caso o contribuinte não pague o valor cobrado pelo fisco, após o final de processo administrativo, a pessoa física poderá ser investigada e processada por crime de sonegação fiscal, punível com pena de reclusão de 2 (dois) a 5 (cinco) anos, e multa.

É possível alterar informações, após o prazo de entrega, caso o contribuinte perceber que faltou alguma informação ou houve algum erro?
Mesmo depois do prazo de entrega da declaração, é possível fazer a retificação das informações. Essa retificação pode ser feita a qualquer momento, antes que o contribuinte entre em fiscalização, e a nova declaração substitui a original. Para isso, é necessário indicar no programa que trata-se de declaração retificadora, e inserir o número do protocolo de envio da declaração original. Não há multa pela retificação em si, mas pode haver imposto adicional a pagar, sobre o qual incidirá multa (0,33% ao dia, limitada a 20%) e juros, vez que o prazo para pagamento foi até a data limite especificada.

O que acontece se o contribuinte não declarou algum bem ou direito passível de ser declarado e não fizer a retificação?
Nesse caso, há sonegação, incluindo ativos existentes fora do Brasil. Neste último caso, além de evasão fiscal, será considerado evasão de divisas (manutenção de ativos no exterior sem declaração) e o uso dos recursos não declarados poderá gerar acusação de lavagem de dinheiro.

Como regularizar a situação de ativos fora do Brasil que não foram declarados?
Para os ativos existentes fora do Brasil que tenham como origem atividades econômicas lícitas e que não tenham sido declarados, os contribuintes brasileiros têm a oportunidade de regularizar sua situação com o Regime Especial de Regularização Cambial (“RERCT”) até 31 de outubro de 2016, desde que atendam às demais condições para a adesão ao programa.

%

771 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2016.

Os contribuintes que enviarem a declaração de imposto de renda no prazo e não conter erros, omissões ou inconsistências de informações irão receber mais cedo as restituições de Imposto de Renda, caso tenham direito a ela. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade e os valores começam a ser pagos em junho de cada ano até dezembro, geralmente em sete lotes.

 

Fique por dentro da declaração de imposto de renda.

Imposto de Renda

Contador Independente, Contador Independente:

%

937 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2015.

“Daniel Oliveira é bacharel em contabilidade com pós graduação em controladoria e gestão e MBA International Accounting pela Fundação Comércio Alvares Penteado durante sua carreira profissional trabalhou em empresas como Ernst & Young e PriceWaterHouseCoopers e alcançou aos 36 anos de idade o cargo de Controller em empresa multinacional no segmento químico em tratamento de superfície metálica.

Atualmente trabalha como contador independente oferecendo consultoria e assessoria para pequenas média e grandes empresas. “

Daniel Oliveira

Contador Independente

%

711 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2014.

Obrigatoriedade e prazo Final:

Neste ano, o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda termina em 30 de abril. Se o contribuinte entregar após o prazo ou deixar de declarar, caso seja obrigado, poderá ter de pagar multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total montante da declaração de imposto de renda devido, ou pagar multa mínima de R$ 165,74. O Fisco espera receber 28,5 milhões de declarações.

Também será possível declarar o IR diretamente na página da Receita Federal (com certificado digital).

Daniel Oliveira

Contador Independente.

Imposto de renda – quais são as regras?

Imposto de renda – quais são as regras?

Welcome to My Blog

Here is a basic blog layout with a right sidebar

Geralmente, a Receita Federal anuncia que o prazo de entrega do Imposto de Renda começará em 1º de março, mas ainda não tem uma data especifica para encerrar. Também será possível declarar o IR de forma “online”, ou seja, diretamente na página da Receita Federal (com certificado digital). Mas este serviço também só será liberado em março.

O supervisor nacional de Imposto de Renda da Receita Federal, Joaquim Adir, declarou que: “A Receita Federal sempre recomenda o cuidado para que o contribuinte faça a declaração uma vez só, principalmente aquele que tem restituição. Se entregar a declaração errada e tiver de retificar, acaba recebendo a restituição mais tarde”. Ele também recomendou cuidado para não esquecer de colocar todos os rendimentos na declaração do IR.

Fique atento a obrigatoriedade e o fim do prazo

Se o contribuinte entregar depois do prazo ou não declarar, caso seja obrigado, poderá ter de pagar multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total do imposto devido, ou uma multa mínima de R$ 165,74. O Fisco espera receber 28,5 milhões de declarações em 2016.

6 dicas para ajudar o preenchimento da declaração do IR

• Resgate a declaração do ano anterior – O programa da Receita Federal permite importar os dados do documento preenchido no ano passado. O arquivo da declaração anterior, bem como o recibo de entrega, deve ficar salvos no computador para facilitar o processo.

• Verifique mudanças nas fontes pagadoras e receitas extras – Se você mudou de emprego no ano passado, recebeu algum prêmio ou pagamento não convencional, é importante resgatar os documentos que comprovem a renda recebida, recisões, etc.

• Verifique se você tem todos os comprovantes de despesas – Esta providência é importante para quem preenche a declaração completa. Gastos com saúde e educação, desde que dedutíveis, podem necessitar de comprovação à Receita. Por esse motivo, é preciso guardar todos os comprovantes e informar os valores corretamente.

• Levante as informações de compra ou venda de bens – A venda de um imóvel com lucro exige, por exemplo, que o contribuinte informe o valor pelo qual ele foi adquirido (sem correção) e qual o ganho obtido com a transação.

• Exija as informações das fontes pagadoras – As empresas e instituições financeiras são obrigadas a fornecer os informes de rendimentos aos contribuintes até o fim de fevereiro. Já os informes de rendimentos bancários podem ser emitidos pelo internet banking, caso não sejam enviados pelo correio.

• Os principais documentos necessários são: comprovante de rendimentos, comprovante com despesas médicas, dentárias, plano de saúde, despesas com instrução e pensão alimentícia, comprovante de contas bancarias, poupança, investimentos, compra de veículos e de imóveis.

%

771 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2016.

Os contribuintes que enviarem a declaração de imposto de renda no prazo e não conter erros, omissões ou inconsistências de informações irão receber mais cedo as restituições de Imposto de Renda, caso tenham direito a ela. Idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade e os valores começam a ser pagos em junho de cada ano até dezembro, geralmente em sete lotes.

 

Fique por dentro da declaração de imposto de renda.

Imposto de Renda

Contador Independente, Contador Independente:

%

937 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2015.

“Daniel Oliveira é bacharel em contabilidade com pós graduação em controladoria e gestão e MBA International Accounting pela Fundação Comércio Alvares Penteado durante sua carreira profissional trabalhou em empresas como Ernst & Young e PriceWaterHouseCoopers e alcançou aos 36 anos de idade o cargo de Controller em empresa multinacional no segmento químico em tratamento de superfície metálica.

Atualmente trabalha como contador independente oferecendo consultoria e assessoria para pequenas média e grandes empresas. “

Daniel Oliveira

Contador Independente

%

711 Mil Contribuintes na Malha Fina em 2014.

Obrigatoriedade e prazo Final:

Neste ano, o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda termina em 30 de abril. Se o contribuinte entregar após o prazo ou deixar de declarar, caso seja obrigado, poderá ter de pagar multa de 1% ao mês-calendário ou fração de atraso, calculada sobre o total montante da declaração de imposto de renda devido, ou pagar multa mínima de R$ 165,74. O Fisco espera receber 28,5 milhões de declarações.

Também será possível declarar o IR diretamente na página da Receita Federal (com certificado digital).

Daniel Oliveira

Contador Independente.